Arquivos da categoria: Comunicados

Inscrições abertas para pós EaD e o que é melhor: é Unisul

Que tal dar um up na carreira e começar 2020 investindo em uma especialização a distância? A rotina agitada muitas vezes é um dos fatores que dificulta a vida do profissional que deseja qualificar-se e por isso, a UnisulVirtual entra como facilitadora nesta busca por conhecimento e desenvolvimento profissional. As inscrições podem ser feitas até 08 de fevereiro de 2020 pelo portal Unisul.

Uma das características da UnisulVirtual é empregar a autonomia ao proporcionar a flexibilidade de horários, para que o estudante organize seus estudos de acordo com a rotina. As aulas são 100% a distância, no Espaço UnisulVirtual de Aprendizagem (EVA), que reúne também os materiais didáticos, as ferramentas de interação e de apoio pedagógico.

E o que é melhor: é Unisul

Fazer parte da Unisul é ter acesso a uma série de benefícios que contribuem com a formação e ainda podem facilitar o acesso aos estudos. São várias modalidades de benefícios como bolsas de estudos e financiamentos para os estudantes seja do ensino presencial ou a distância, assim como, para quem deseja ingressar tanto na graduação quanto na pós-graduação.

Como ingressar nos cursos de Pós EaD

1) Faça sua inscrição online no site do curso escolhido. Durante essa 1ª etapa é importante:
– observar se a escolha do curso e do convênio (se houver) foram feitas corretamente;
– informar os dados pessoais solicitados;
– assinar eletronicamente o contrato online de prestação de serviços educacionais;
– escolher uma das opções de local para realização das avaliações presenciais.

2) Entregue os documentos solicitados no Edital de Oferta:
– upload no sistema, no momento da inscrição online;
– envio para o endereço da UnisulVirtual; ou
– entrega presencial no Saiac da Unisul.

3) Aguarde a publicação do Edital de Classificados.

Resumo dos documentos solicitados em Edital

– Carteira de Identidade; Registro Nacional de Estrangeiros – RNE (para estrangeiros);
– Cadastro de Pessoa Física (CPF); Diploma de Conclusão de curso de Graduação ou Sequencial de Formação Específica;
– Laudo médico (para candidatos com deficiência, transtorno ou dificuldade de aprendizagem).
*original ou fotocópia autenticada

Datas importantes:

Inscrições online: até 8/2/2020
Upload dos documentos (no MinhaUnisul): até 8/2/2020
Entrega de documentos (presencial): 9/2/2020
Divulgação de classificados: 17/2/2020
Vencimento do boleto: 10/3/2020
Início das aulas: 9/3/2020

O que muda com a implantação das placas do Mercosul?

A proposta da resolução 780 do Conselho Nacional de Trânsito indica que em 31 de janeiro de 2020 passam a valer as novas regras de implantação do novo modelo de emplacamento do Mercosul. Apesar das mudanças o trabalho de fiscalização, por parte dos agentes de trânsito, segue sem grandes alterações.

O professor José Onildo Truppel Filho, também coordenador do curso de Segurança no Trânsito da UnisulVirtual, explica que a principal alteração fica por conta da troca das placas atuais para a nova Placa de Identificação Veicular (PIV) que não é mais obrigatória para quem já possui o veículo e não pretende trocá-lo. “Contudo os veículos já emplacados no sistema atual, não precisarão adotar o novo modelo de placa (PIV), senão por uma das seguintes situações: como a mudança de categoria do veículo; furto, extravio, roubo ou dano de qualquer uma das placas; mudança de município ou de estado ou em caso de necessidade de instalação da segunda placa traseira”, pontua.

Entretanto o proprietário interessado em trocar pela PIV pode realizar o procedimento normalmente e inclusive, consultar como ficará a nova placa. Para isso, o professor Truppel sinaliza que basta trocar o segundo número atual da placa por uma das seguintes letras da PIV:

0 – A
1 – B
2 – C
3 – D
4 – E
5 – F
6 – G
7 – H
8 – I
9 – J

“Assim, se a placa de seu veículo é AAA9999, passará a ser, no novo modelo para AAA9J99”, exemplifica.

Atuação do agente de trânsito

No caso do trabalho de fiscalização prestado pelo agente de trânsito este segue normalmente, no entanto a maior preocupação se dá nos órgãos de trânsito, principalmente os executivos de trânsito dos Estados (Detran), uma vez que são os responsáveis por registrar e licenciar os veículos a partir desta implantação e, com isso, permitir o cadastro das infrações cometidas.

“Além disso, as consultas para identificar o local (município e estado) de licenciamento dos veículos passam a ser muito mais frequentes. Os autos de infração de trânsito, principalmente os eletrônicos, também terão que ser adaptados para aceitar os novos sequenciais alfanuméricos das placas, pois serão diferentes dos atuais”, complementa o professor.

Os agentes necessitam de capacitação para fiscalizar este novo modelo porque haverá um código de barras bidimensionais dinâmico estampado, o QR Code.

“Diante disso, a sua leitura por aparelhos adequados permitirá identificar a originalidade daquela PIV. Para a leitura e identificação do QR Code, será disponibilizado a todos os órgãos que integram o Sistema Nacional de Trânsito, um programa, que está sob a responsabilidade do Denatran”, conclui.

Justiça restaurativa é incorporada ao poder público catarinense

A professora Patricia Santos e Costa da Unisul, presidente da Comissão de Justiça Restaurativa da OAB-SC, esteve recentemente com a procuradora-geral do Estado, Célia Iraci da Cunha, para tratar da nova ferramenta de conflitos decorrente do protocolo de implantação e expansão assinada em outubro.

De acordo com a professora Patricia, a Justiça Restaurativa pode ser aplicada em qualquer ambiente seja pessoal ou profissional e a partir desse protocolo mais profissionais serão capacitados e a metodologia disseminada. “A Justiça Restaurativa não está necessariamente associada ao Poder Judiciário, está por exemplo, em escolas, nas relações familiares, no trabalho, nas questões de trânsito. O objetivo é prevenir a violência e promover a cultura da paz, restaurando as relações entre as pessoas e utilizando práticas colaborativas”.

Num primeiro momento, a tratativa prevê capacitar a administração pública para aplicar e também, para mostrar os benefícios da metodologia. “A Justiça Restaurativa pode e deve ser pensada como política pública para o Executivo catarinense e é importante conhecermos as experiências já vividas nessa seara, bem como estudarmos os fundamentos dessa prática e os resultados”, afirma a procuradora-geral.

Professora fala das manifestações da cultura açoriana em congresso

As pesquisas das professoras Cátia Melissa Silveira Rodrigues e Helena Iracy Cerquiz Santos Neto, do curso de Comunicação Institucional da Unisul que tratam do estudo acerca da cultura popular catarinense foram levadas ao V Congresso Internacional sobre Culturas, ocorrido na Universidade da Beira Interior, dos dias 06 a 08 de novembro, com a temática “Que cultura(s) para o século XXI?”, em Portugal.

A professora Cátia Melissa Silveira Rodrigues, que neste período realiza seu doutoramento em Ciências da Comunicação, na Universidade de Coimbra, apresentou dois trabalhos, um deles em parceria com a professora doutora Helena Iracy Cerquiz Santos Neto, coordenadora do Curso de Comunicação Institucional. Ambos tratam de importantes manifestações da cultura popular em Santa Catarina, um deles que prestigia a herança açoriana no Estado, com a Festividade AÇOR (que já na 26ª edição), criada e coordenada pelo Núcleo de Estudos Açorianos de Santa Catarina (NEA/SC), sediado na UFSC. O estudo busca reconhecer a identidade e as práticas cotidianas da açorianeidade nos catarinenses, a partir da percepção dessa população de sua herança cultural.

O outro estudo é o projeto de pesquisa de iniciação científica vinculado ao curso de Comunicação Institucional, que busca trabalhar a comunicação cultural como reforço da identidade social e organizacional por meio da manifestação cultural do Boi de Mamão. Uma investigação idealizada a partir da prática docente dessas professoras, que perceberam a necessidade de compreender a gestão de comunicação existente nos diferentes grupos de Boi de Mamão presentes na Capital Catarinense, a fim de auxiliar na promoção de suas práticas culturais e sua relação com as organizações. “Percebemos que uma importante manifestação da cultura popular estava sofrendo com o avanço de grandes manifestações de cultura de massa, e que teríamos que fazer algo para tentar minimizar essa situação entendendo o que estava ocorrendo, e como poderíamos evidenciar essa belíssima brincadeira que reúne diferentes gerações”, declara a professora Cátia.

Para a coordenadora Helena, a apresentação internacional dessas pesquisas evidencia a qualidade da UnisulVirtual como um todo, que possui corpo docente comprometido não somente com o ensino, e sim com a pesquisa e a extensão. “Além disso, as pesquisas estão totalmente alinhadas ao projeto pedagógico da Comunicação Institucional, inclusive atua em consonância com os projetos de extensão do curso serão executados em 2020, com ênfase na área de cultura e de gestão da comunicação. Por isso, o aceite desses trabalhos nos enche de alegria e motiva ainda mais o corpo docente e discente para seguir em frente com a proposta do curso de Comunicação Institucional”, comemora.

Mais sobre V Congresso Internacional sobre Culturas

Este é um dos mais importantes congressos sobre cultura e foram três dias de conferências, exposições e discussões sobre as diferentes culturas presentes na sociedade, sob a análise do que há e o que se espera para esse tema tão caro no desenvolvimento da identidade dessas sociedades. Estiveram presentes representantes de Portugal, Brasil e Espanha que fizeram suas contribuições sobre formas e manifestações de cultura – erudita, de massa, popular, de identidades, – suas formas de representação e seu papel de expressão de arte (das mais variadas), e contestação de uma sociedade.

Transfira seu curso de graduação para a Unisul e ganhe descontos

Quer mudar de curso de graduação ou de universidade? Na Unisul é Possível porque o estudante conta com benefícios que além de contribuírem com a sua formação ainda facilitam no pagamento das mensalidades como as bolsas e financiamentos que valem tanto para os cursos presenciais quanto a distância.

A primeira etapa de transferência está disponível até 25 de novembro.

Confira os benefícios que a Unisul oferece para você:

Boas-vindas – estudantes vindos de outras instituições têm descontos especiais de até 30% nas mensalidades ao ingressarem por transferência externa. >>> Saiba mais AQUI.

CredIES – para quem deseja estudar agora e pagar 50% do valor após a conclusão do curso pois o benefício viabiliza a conclusão do curso sem prejudicar a vida financeira do estudante seja do ensino presencial ou EaD (UnisulVirtual). >>> Saiba mais AQUI.

Edital de oferta para transferência

Os cursos de graduação em oferta estão disponíveis AQUI no edital de transferência externa. Mais informações também com a central de relacionamento pelo 0800 970 7000 ou (48) 3279 1000 para ligação de celular.