Arquivos da categoria: EaD

Estudante ganha bolsa de estudos Ibero-Americana Santander Universidades

A Unisul tem proporcionado convênios com o apoio de outras intuições para que os estudantes possam realizar o intercâmbio durante a graduação. Uma dessas iniciativas se refere a bolsa Ibero-Americana-Santander Universidades que disponibilizou bolsas de estudos a três estudantes dos cursos de graduação dos Campi Tubarão, Grande Florianópolis e UnisulVirtual. Um dos contemplados é Gabriel Sebben Tadiello, do curso Comércio Exterior, a distância da Unisul, que está de malas prontas para estudar na Universidad de Guadalajara (México), no próximo semestre.

Para Gabriel, os conhecimentos adquiridos no curso foram fundamentais para conseguir a bolsa, uma vez que a área de comércio exterior cresce gradualmente e as empresas caminham para a internacionalização. Esta é a terceira vez que Gabriel concorre a bolsa, pois já havia havia participado dos editais em 2016 e 2017. “Tento aproveitar ao máximo as oportunidades que a Universidade promove. Já fui bolsista em outras três ou quatro modalidades no decorrer da graduação”, conta Gabriel.

O estudante graduou-se na Unisul em Relações Internacionais, então, após analisar o mercado da região, percebeu as oportunidades de atuação no comércio internacional e por isso, também optou pela carreira de comércio exterior.

Em 2016, Gabriel fez um intercâmbio na cidade de Santiago (Chile) durante um semestre. A experiência possibilitou não só aprender um novo idioma, como conhecer pessoas com diferentes visões de mundo e de estar inserido em uma nova cultura. “Agora, no México, acho que isso vai ser ainda mais intenso, visto que a cultura mexicana é muito forte. Foi um dos fatores que me fizeram optar por esse destino. Como já estou no fim do curso, pretendo deixar tempo livre para conhecer as cidades vizinhas e desfrutar de tudo que o México possa me oferecer”, enfatiza.

Bolsa Ibero-Americana-Santander Universidades

O convênio promove anualmente o intercâmbio entre estudantes brasileiros e três países de universidade Ibero-América, sendo eles, Argentina, Chile e México. As aulas serão cursadas no próximo semestre, 2019/1.

Para o processo seletivo, as inscrições foram realizadas em duas etapas, em que foram analisados três critérios para a escolha dos novos intercambistas:

    • Maior média no histórico da graduação;
    • Menor número de disciplinas para serem cursadas no curso;
    • Ter uma determinada idade.

Conheça o Curso de Comércio Exterior

Ofertado pelo ensino a distância da Unisul, o Curso é ideal para quem quer fazer negócios sem fronteiras e surgiu da necessidade de profissionais capacitados para atuar no novo cenário global, resultante do aumento da interdependência econômica entre países e intercâmbios em todos os planos. Mais informações e inscrições no site da UnisulVirtual.

 

Egresso publica materiais sobre aeronaves

A Força Aérea Brasileira reconheceu a existência de objetos voadores não identificados e criou o portal Ovni Pesquisa e dentre as publicações, está a matéria em que desvenda tecnicamente o mito da engenharia reversa, segundo o qual aeronaves militares “terráqueas” utilizam tecnologia alienígena, de autoria Sérgio Santana, graduado em Ciências Aeronáuticas pela UnisulVirtual. A publicação está disponível neste link.

Além da matéria, Sérgio teve seu livro sobre o Boeing Northrop Grumman E-8 JSTARS, aeronave baseada no Boeing 707 que tem função similar ao Embraer E-99 da FAB, anunciado para lançamento em 2019 pela editora norte-americana Schiffer Publishing. A obra está disponível para consulta no site da Editora.

Programa Unisul de Iniciação Científica recebe inscrições

O Programa Unisul de Iniciação Científica (Puic) recebe inscrições até 10 de outubro. Para participar é necessário estar regularmente matriculado em um dos cursos de graduação da Unisul no ensino presencial ou a distância. O valor da bolsa de iniciação científica é de R$300,00 mensais e tem duração de um ano. Mais informações no site da Unisul.

Puic: Programa Unisul de Iniciação Científica

A proposta do Puic é estimular o desenvolvimento do pensamento científico e da pesquisa nos estudantes de graduação em atividades sob a orientação de um professor pesquisador.

Para participar o estudante deve submeter o projeto a ser desenvolvido com orientação ou proposto por orientadores integrantes de núcleo ou grupo de pesquisa da Unisul e/ou por mestre/doutor, embasados em metodologia científica.

O valor da bolsa de iniciação científica é de R$300,00 mensais e tem duração de 1 ano. Os projetos que excepcionalmente necessitarem de algum tipo de custeio devem apresentar solicitação em seu escopo, e terão sua viabilidade analisada.

Pré-requisitos para participar do Puic

  • Ser estudante e estar regularmente matriculado em curso de graduação da Unisul;
  • Professor e estudante – formular projeto segundo padrão de apresentação Unisul, disponível no formulário de apresentação de projeto.
  • Professor e estudantes – apresentar currículos lattes atualizados.
  • O estudante candidato a uma Bolsa Puic não pode ser beneficiado com outra bolsa de pesquisa ou estudo oferecida pela Unisul;
  • O professor deve ter titulação mínima de especialista, mestre, ou doutor; ser membro de um Grupo de Pesquisa da Unisul, certificado no CNPq e atender aos demais critérios do edital;
  • Cada professor orientador pode ter até 2 projetos aprovados por edital e em cada projeto poderá indicar 1 aluno bolsista;
  • Ao ser contemplado com a Bolsa Puic, o estudante se compromete a disponibilizar, no mínimo, 8 horas de trabalho semanal para o desenvolvimento da pesquisa;
  • O projeto, submetido por um professor proponente, deverá ser embasado em metodologia científica e estar alinhado ao Projeto Pedagógico do curso, bem como às linhas de pesquisa da Área de Formação à qual está vinculado;
  • Os projetos devem prever duração de 10 meses;
  • Acessar o Edital .

A inscrição é online e deve ser feita no site do Puic.

Unisul está entre as melhores do país

A nota máxima, concedida por meio da Portaria 197, publicada no Diário Oficial da União,  no dia 07 de março de 2018, coloca a Unisul entre as melhores Instituições de Ensino Superior de Santa Catarina e do País, legitima a qualidade dos seus cursos, projetos e serviços ao ser reconhecida como instituição comunitária, que zela constantemente pela comunidade interna e externa, cumprindo seu papel como universidade. Essa forte influência está presente no ambiente acadêmico e na formação dos profissionais, qualificados e conscientes.

Para saber mais sobre os cursos da Unisul

Todas as informações sobre os cursos estão disponíveis no portal Unisul ou com a central de relacionamento pelo 0800 970 7000 ou (48) 3279 1000 para ligações de celular.

Aluna relata experiência ao participar do projeto cultura de paz nas escolas

A aluna Adriana Alcantâra Motta, participa do Projeto de Extensão UNISUL e Cultura de Paz nas Escolas desde a primeira edição, lançada em maio deste ano. O Projeto consiste em aplicar a metodologia voltada às práticas restaurativas para os gestores, professores e alunos que sua relações cotidianas e nas eventuais situações de conflito.

Por ser voluntária da Legião dos Franciscanos (Lefran), em Caxias do Sul (RS), sua cidade natal, Adriana tinha familiaridade com os Círculos de Construção de Paz, e ao tomar conhecimento da oferta do projeto de extensão Cultura da Paz nas escolas ofertado pela UnisulVirtual, se interessou pela atividade.

Nesta época, Adriana, já estava de mudança para Santa Catarina e enquanto isso, buscou qualificar-se para trabalhar com as práticas de mediação e promoção da cultura de paz. “Como estávamos em processo de mudança para Santa Catarina e eu, decidida a integrar o Projeto, optei neste tempo em fazer um curso de 40h, que me deu embasamento para trabalhar com Círculos Restaurativos. Quando cheguei já tinha escolas engatilhada, aí deu certo, eu acabei fazendo aqui, na Escola Ivo Silveira em Palhoça, em função da minha mudança”.

A experiência profissional de Adriana também contou bastante para que aplicasse a metodologia. Como administradora, está habituada com treinamentos, ela atendia as três regiões do Sul pela empresa que atuava. “Toda a minha história foi em empresas de grande porte e faço treinamentos na área de desenvolvimento de lideranças e gestão comercial. Então por já lidar com pessoas não foi difícil e pela minha formação, porém minha atuação sempre foi mais formal, o próprio círculo e a formação adquirida pelo Projeto, me fez quebrar alguns paradigmas”, conta.

Para trabalhar com a escola, a Professora Patrícia Santos e Costa, Coordenadora do Projeto de Extensão UNISUL e a Cultura de Paz nas Escolas, aplicou a primeira prática restaurativa na Escola Ivo Silveira, juntamente com a extensionista Adriana. Isso se deu, em virtude da proximidade da Sede da UnisulVirtual com a escola parceira e escolhida pela extensionista, visto que o Projeto é oferecido a distância, e atende o Brasil em toda a sua extensão. “Antes de iniciarem as prática restaurativas, os estudantes recebem as orientações via ambiente virtual de aprendizagem, e com a Adriana não foi diferente. Ela recebeu todas as orientações para realizar as atividades do projeto”, afirma a professora Patrícia.

O primeiro passou foi conhecer a escola e levar a Carta de Apresentação do Projeto, elaborada pela Universidade. Com o aceite, Adriana fez o diagnóstico do local. “Quando eu fiz o diagnóstico na Escola Estadual Ivo Silveira, vi que a necessidade era atender os professores, os conflitos existiam primeiro com eles, eles são referências para os alunos, então não tínhamos como trabalhar primeiro com os alunos”.

Acompanhada pela professora Patrícia, a Aluna fez o primeiro círculo. “E foi aquele momento mágico, de empoderar as partes a falarem, contribuírem com seus relatos, histórias e aflorar os sentimentos e neste momento que são estreitados os vínculos de amizade e de afeto. A apresentação na Escola foi sensacional. E então foi feito um círculo de relacionamento com os professores onde eles puderam se abrir, conversar, se entregar, contar o motivo que os levou a escolher a docência. Foi um momento muito importante para nós. Porque também foi com os professores já que a ideia inicial era com os alunos. Por isso, a importância do diagnóstico”, destaca a Coordenadora.

Esta foi a primeira vez, que a extensionista trabalhou com adolescentes; “Eu sempre fui treinadora, sempre trabalhei com adultos, dou treinamentos específicos na minha área, mas agora também quero ser professora, sempre quis, e o Projeto aflorou ainda mais essa minha intenção”.

Como um dos princípios das práticas restaurativas é a horizontalidade, a Professora Patrícia contribuiu com seu relato. “Contei minha experiência, o quanto considero essencial o papel do educador, do nosso papel social, participei como um deles, e desta forma, evidenciou-se na intervenção. O momento foi muito rico, para a escola, e para o Projeto em si.”

A aceitação e o sucesso foram surpreendentes, tanto que Adriana foi convidada a participar da segunda edição, e agora aplicará a prática restaurativa em oito turmas e agora diretamente com os alunos. “O projeto é o mesmo, foram feitas algumas adequações, então para mim, esta edição ficou bem melhor que a primeira em termos de prática e conteúdo. E posso dizer que o ser humano sai despido de qualquer hierarquia para o ambiente corporativo, porque as pessoas conseguem se desconectar, as pessoas se respeitam. E acredito pelo o que vivenciei, e ainda acompanho, que em termos de trabalho em equipe, os ambientes mudam bruscamente”, avalia Adriana.

Embora a proposta do Projeto seja trabalhar diretamente com as escolas, os extensionistas perceberam a potência do Círculo de Construção de Paz, e manifestam a intenção em aplicar em outros ambientes. “Notei que a Cultura de Paz aplicada nas escolas, despertou nos estudantes a vontade de ir além, eles enxergaram as potencialidades do Círculo e querem levar para outros ambientes. E finalizou, lembrando a célebre frase de Mahatma Gandhi: “Não existe uma caminho para a paz. A paz é o caminho”, comemora a Coordenadora.

Conheça o Projeto Cultura de Paz nas Escolas

O Projeto aplica a metodologia norteada pelas práticas restaurativas para que os gestores e professores lidem da melhor maneira com as situações de conflito nas escolas de ensino fundamental e médio. As práticas restaurativas estão cada vez mais em voga nos ambientes de aprendizagem para auxiliar na conscientização, prevenção, diminuição, combate de violência e conflitos como nos casos de bullyng. Embora seja uma medida nova no Brasil, na última década apresenta iniciativas diversificadas e coleciona resultados positivos. As aulas são 100% gratuitas e a distância pela UnisulVirtual. Mais informações no site.

UnisulVirtual firma convênio com a Associação Abrigo do Marinheiro

A parceria entre a Unisul e Associação Abrigo do Marinheiro concede descontos aos servidores civis, militares e pensionistas da Marinha do Brasil que ingressarem em um curso superior ou de pós-graduação a distância.

Pelo convênio alguns cursos da UnisulVirtual concedem descontos fixos nas mensalidades e o benefício se estende aos dependentes legais cônjuges e filhos solteiros com 24 anos completos matriculados em algum curso desta modalidade.

Os cursos da UnisulVirtual recebem inscrições e a novidade para o próximo ano são os cursos: História e Relações Internacionais que também passam a integrar o catálogo de oferta de cursos a distância da Unisul.

Mais informações sobre o convênio no site da Unisul ou com a central de relacionamento pelo 0800 970 7000 ou (48) 3279 1000 para ligação de celular.

Conheça a UnisulVirtual