Consumo consciente de água está presente em simples hábitos do cotidiano

Você sabia que o corpo humano e o nosso planeta são compostos por 70% de água? Mesmo que exista água em abundância no nosso planeta, apenas 3% dela é doce e desse percentual, menos de 1% é considerado apropriado para o consumo.

Autoridades já alertaram que o consumo mundial cresce a cada década e não descartam uma crise hídrica a qualquer momento. “Então, sempre é válido refletir qual o nosso papel nesse sistema, a união entre poder público, iniciativa privada e a população em geral pode trazer muitos benefícios em nosso bairro, nossa cidade, nosso país e no nosso planeta”, aponta o professor da UnisulVirtual Jairo Henkes, coordenador do curso de Gestão Ambiental.

Para despertar a consciência da população a respeito deste bem tão valioso, importantíssimo para a manutenção dos ecossistemas e da biodiversidade, simples ações de cidadania podem significar muito na preservação deste recurso natural.

Só para ter uma noção quando ao escovar os dentes se deixa a torneira aberta, 18 litros de água são gastos. Ao barbear-se durante cinco minutos com a água escorrendo, são consumidos cerca de 12 litros. O simples ato de abrir e fechar a torneira nestes casos pode reduzir em até dois litros de desperdício.

Outros hábitos rotineiros e campeões de alto consumo como lavar a louça sem fechar a torneira gasta 240 litros de água e se durante este processo a água seja usada somente no momento de enxague, economiza-se mais de 70 litros. Nos banhos de 15 minutos são desperdiçados mais se 120 litros e ao reduzir para cinco minutos é possível economizar 30 litros de água.

Na Unisul uma série de projetos voltados à preservação e manutenção da água já foram desenvolvidos e são aplicados constantemente principalmente na conscientização da comunidade, destaca o professor Jairo. “Nós já desenvolvemos estudos a respeito de reutilização de água da chuva, mas hoje o papel fundamental é sensibilizar a universidade e comunidades próximas, do impacto que é hoje não ter água”.

E por fim, o Professor ainda ressalta a importância da preservação. “Hoje preservar as fontes de água, as nascentes, é algo imprescindível pois são elas que suprem nossas necessidades. Trazer água de longe tem custos altíssimos além de sempre estar sujeita a quebra. Qualquer problema na adutora, já interrompe o abastecimento. São pequenos hábitos que farão toda a diferença agora e no futuro”.

Conheça o curso de Gestão Ambiental da Unisul