Aluno da UV é aprovado em concurso da PRF

Marcelo Ávilas, aluno do curso de Segurança no Trânsito da UnisulVirtual, buscou subsídios no curso para alcançar o sonho de ser Policial Rodoviário Federal.

Marcelo Ávilas, aluno do curso de Segurança no Trânsito da UnisulVirtual, buscou subsídios no curso para alcançar o sonho de ser Policial Rodoviário Federal.

Entre o fim do ensino médio e a decisão de qual curso superior realizar, foram três anos de dúvidas. Para o acadêmico Marcelo Avilas, que desde os 13 anos de idade trabalha com desenvolvimento de sites, o sonho de tornar-se Policial Rodoviário começou a amadurecer em meados de 2011, três anos após concluir o ensino médio. “No fim de 2011, passava diariamente pelo BR 101 e BR 282, em Florianópolis (SC), e notava o trabalho desenvolvido pela PRF. Acabei por admirar suas atribuições, viaturas, uniformes e modo de trabalho”, lembra.

Ao buscar informações sobre como ingressar na corporação, Marcelo deparou-se com a obrigatoriedade do ensino superior, mas a dúvida sobre qual curso fazer ainda permanecia, resposta encontrada em 2012. “Em Janeiro daquele ano, minha esposa Elis tomou conhecimento do Curso de Segurança no Trânsito na UnisulVirtual. Analisei a grade curricular e vi que ao mesmo tempo em que eu concluiria minha graduação, estaria estudando para o meu concurso”, afirma.

Agora, mesmo antes de concluir o curso superior, Marcelo já alcançou o sonhado cargo de Policial Rodoviário. Aos 22 anos, com o conhecimento acadêmico e a futura experiência na área, Marcelo tratará o trânsito com a complexidade e atenção exigidas.  “O Trânsito envolve muito mais áreas do que se imagina. Há toda uma questão de engenharia, educação, planejamento e outros fatores sociais, além da fiscalização, área em que especificamente atuarei como PRF. Creio que meu maior desafio será conscientizar os condutores e contribuir para a redução do número de acidentes nas rodovias brasileiras”, ressalta.

Marcelo também tem a expectativa de colaborar com o curso de Segurança no Trânsito, espelhado no professor Luiz Antonio Giardino Graziano, Policial Rodoviário Federal. “Estudar a distância é a melhor maneira de estudar, você deixa de perder tempo com deslocamento,  acaba “economizando” no mínimo uma hora diária se considerarmos ida/volta. Além disso, a flexibilidade dos horários torna tudo mais tranquilo. Você estuda onde e quando quiser realmente. Hoje penso em estudar ainda mais sobre o tema e me especializar. Tenho ainda como objetivo, no futuro, contribuir com o Curso de Segurança no Trânsito”, completa.