Pós-graduação em Segurança inscreve em quatro cursos

 A preocupação com a segurança, em todo o mundo, torna-se maior a medida que crescem as cidades e a violência. Neste cenário, a universidade passou a ser um espaço de troca de experiências, aperfeiçoamento, formação e discussão do conhecimento necessário para amenizar os efeitos dos problemas sociais gerados pela falta de segurança.

Pensando nesse cenário, dialogando com diversos órgãos e profissionais que trabalham diretamente na área, a UnisulVirtual criou o programa de Pós-Graduação em Segurança Pública e pela tradição tornou-se referência na área. São quatro cursos diferentes: Defesa Civil. Gestão Integrada da Segurança Pública, Inteligência de Segurança e Polícia Comunitária , que estão com inscrições abertas até o dia 19 de janeiro. 

O curso de especialização em Defesa Civil surgiu diante das novas ameaças e das variadas expressões de violência ocorridas no mundo contemporâneo. O destaque são as ações referentes à prevenção de desastres e de seus riscos, sejam fenômenos naturais ou provocados pela ação humana.

As mudanças no planeta, especialmente as climáticas e aquelas decorrentes da urbanização desenfreada, dos processos de industrialização e do uso de novas tecnologias, têm produzido uma série de fenômenos que podem causar desastres, exigindo por parte da sociedade e do Estado medidas que minimizem a possibilidade de sua ocorrência ou de seus efeitos.

Fatores como a poluição do meio ambiente, violência urbana, mortes no transito, crise no sistema penitenciário, desigualdade social, mobilizações sociais, epidemias, acidentes de massa, deficiente atuação estatal nas áreas da saúde, educação, saneamento urbano e infra-estrutura, tem levado à necessidade do planejamento e da articulação de ações que evitem as situações de crise e que permitam a intervenção qualificada no caso de eventos.

É nesse sentido que o curso foi criado, seguindo a tendência internacional de participação universitária na discussão do tema e da comunidade na construção da segurança e na prevenção de desastres.

A especialização em Gestão Integrada da Segurança Pública  entende a segurança não como uma atividade prioritariamente de Estado, mas responsabilidade de todos.

Muitas são as opiniões sobre as causas de tal situação. Algumas insinuam que o Governo seja omisso como agente preventivo da violência ao negligenciar a infra-estrutura urbana, sanitária e educacional da população, construção de espaços de lazer, geração de renda e emprego, bem como o sistema de preservação da ordem pública. Outros defendem a idéia que o Art. 144 da Constituição dispõe que a segurança pública é, além de um dever do Estado, uma responsabilidade de todos, uma vez que aquele  atuará tanto na preservação contingencial de ordem pública contra manifestações ou desordem, quanto  na preservação permanente das atitudes da população diante dos valores da ordem. Ambas, todavia, concordam que a violência resulta da sociedade capitalista e de suas estruturas de poder e torna-se mais intensa nos espaços urbanos contemporâneos.

Diante desse contexto, o curso propõe aos participantes um conjunto de conhecimentos multidisciplinares que favoreçam o desenvolvimento de competências cognitivas e comportamentais no gerenciamento da Segurança Pública, numa perspectiva de articulação integrada de ações e por meio da realização de pesquisas bem definidas, cujos resultados possam desencadear um desempenho profissional capaz de provocar mudanças de atitude em gerenciadores e gerenciados.

 No curso de Inteligência de Segurança, a utilização da “inteligência” tem-se apresentado como atividade de básica utilidade para os mais variados campos da atividade humana, servindo de fundamento para o estabelecimento de estratégias e decisões crescentemente, merecendo destaque no âmbito da segurança pública.

Este curso oferece informações e conhecimentos de base interdisciplinar e multifacetada para aos que assessoram ou atuam nos processos decisórios, com subsídios que permitam  novas modalidades de gestão em segurança e de intervenção nos conflitos. 

Polícia Comunitária é um Curso destinado a capacitar os profissionais que atuam direta ou indiretamente na área da segurança pública a gerenciar ações no âmbito da preservação da ordem pública, orientados pela filosofia da polícia comunitária e pela concepção de atuação voltada à pacificação social.

Este curso visa a disseminar a filosofia de Polícia Comunitária, cujas premissas têm dado mostras de que seja uma das mais adequadas maneiras de se construir segurança nos espaços urbanos de vida social, porquanto leva em consideração o respeito à dignidade humana e aos princípios que regem um Estado Democrático de Direito.

Isso porque aponta para a importância de parcerias para identificar, priorizar e implementar soluções criativas para o problema do crime e da violência, levando em consideração as peculiaridades locais e temporais, envolvendo todas as forças vivas da comunidade num esforço sistematizado para preservar a ordem pública e promover os direitos de cidadania.

Para fazer saber mais sobre os cursos,  carga horária, grade curricular, investimento, entre outros, clique no nome de cada um e inscreva-se.